18 março, 2006

'cyber-brinquedos duram a estação inteira'













Este é o styling [editorial de moda] que apresentei no 2o. concurso Novos Talentos da Moda - Casa de Criadores. Foi em 2003, e eu fiquei em segundo lugar.
O conceito se resume na virtualização das atuais experiências humanas.
Virtualização que pode ser traduzida na simulação do corpo humano, ou ainda, nas bonecas de R$ 1,99.
As roupas utilizadas nas bonecas são também simulações, só que de possíveis tecidos tecnológicos, resultados de experiências com nanotecnologia.


batendo cabeça com: LCD Sound System - Movement

17 março, 2006

15 março, 2006

achados e perdidos .................




Coisas que eu gostaria de ter gravado quando assisti, mas bobeei (e agora me arrependo):

- Yeah Yeah Yeahs tocando 'Maps' ao vivo em um VMA da MTV;
- Air tocando 'Kelly watch the stars' e 'Sexy boy', ao vivo, no (later with) Jools Holland;
- Gwen Stefani tocando 'Hollaback girl' no Saturday Night Live;
- The Go! Team tocando 'Ladyflash' no Top of the Pops;
- Björk espancando uma repórter no desembarque em um aeroporto da Ásia;
- clipe 'loca pos ti [mulher tombada]' da Karine Alexandrino;
- clipe 'aquelas', do Pajubá;
- Sala Especial tocando ao vivo no programa UltraSom, da MTV (um antepassado do 'banda antes'), que era apresentado pelo Edgard;

Se algum amigo com conexão decente achar um desses vídeos, baixe e me dê de presente. A-GO-RA!!!


ouvindo: trash palace - the metric system

12 março, 2006

cyber chico bento..........



Alguém já viu essa fruta?
A princípio, achei que fosse uma espécie estranha de goiaba, já que a folha era diferente da goiabeira. Mas soube que era um híbrido de goiaba com laranja.
Sei que é muito lôca, mas o sabor é ótimo: um pouco de laranja, um pouco de goiaba, um pouco de gabiroba.
A textura da casca lembra a do jambo, só que mais macia. As sementes são como as da goiaba: infelizmente duras.
E fiquei pensando no possível nome pra essa fruta:
- goiaranja?
- laranjoiaba?
- goiabiroba?
- gabiroiaba?
Fato é que se trata de um híbrido. Um 'tão contemporâneo quanto é possível' híbrido. Isso me chamou a atenção por ter pesquisado essa tendência contemporânea: o hibridismo, que se desdobra das mais diversas formas e conteúdos no nosso cotidiano atual.
Exemplos:
1. seu celular, que é também um mp3 player, um relógio, uma agenda, TV digital, câmera fotográfica, etc;
2. seu quarto, que pode ser seu espaço de trabalho, de dormir, de refletir, de fazer sexo, de ouvir música, de ler, etc;
3. seu PC, que é uma estação de trabalho e hoje, conectado à web, abriga diversas funções: edição, produção e reprodução de imagens e sons, comunicação, divertimento, pesquisa, etc.

Essa possibilidade de abrigar diferentes funções em um mesmo objeto/espaço/organismo/etc, chega das mais diversas formas até nós. Ainda que seja através de uma frutinha maluca.
Olha esse textinho que usei como citação na minha dissertação:

A quimera, animal mitológico, híbrido e impossível, com corpo de cabra, cabeça de leão e cauda de dragão, tornou-se real. Desde 1973, apesar das propostas efêmeras de moratória, vêm sendo criados novos organismos vivos com genes recombinados, destinados não só a servirem de alimentos. A guerra biológica foi uma das fronteiras de vanguarda na pesquisa de novas ou velhas doenças e de toxinas geneticamente manipuladas, mas as mais rentáveis aplicações dos organismos transgênicos foram as industriais, como no uso de bactérias transformadas para produzir insulina, interferon e hormônio do crescimento humano.
(Carneiro, H. S. Não sabemos o que comemos. In: Revista Ciência Hoje 203. Rio de Janeiro, abr. 2004.)




E por falar nisso, o que foi aquele barbarismo de destruição de um laboratório de pesquisas, no dia internacional da mulher?? Discosting!!!
Fica aqui meu protesto!

ouvindo: too many djs - skeelo vs survivor vs breeders

10 março, 2006

o número 3, ou page down.................



Andando pela rua, achei uma tecla jogada na sarjeta. Peguei, e fiquei pensando em sinais que aparecem do nada, como esse número 3, e que podem ter algum sentido não direto.
Mas isso não é fato raro na minha vida. Vivo pegando coisas jogadas na rua, de gravetos à placas de computador.
Me senti novamente como Marcovaldo, personagem do livro homônimo do Ítalo Calvino.
Também não pode ser descartada a grande influência de Lost sobre atividades do inconsciente. Hoje ela me mandou um link de um blog (comentários em série) que tem um post gigantesco sobre teorias à repeito de Lost.
A cabeça fritou.


ouvindo: dj hooligan - a question of love

03 março, 2006

paranoid android


ciclope
assemblagem com Lego

Imagens que emergem (do meu inconsciente, pra ser mais legível):

monstros
. nosferatu + corcunda de notredame, sob um capuz, no escuro, com olhos de luz vermelha;
. híbridos, com estrutura baseada na anatomia humana.



... e se eu fosse você, eu veria isso ...


re-ouvindo: rockwell - somebody's watching me

02 março, 2006

avant première...............



Hoje é a estréia da peça amor, meu grande amor**, do diretor Renato Andrade.
Este trabalho foi uma reunião de várias pessoas próximas:
. trechos do blog de hunnybunny;
. figurinos do ricardo;
. trilha sonora do cristiano;
. imagens minhas (mais especificamente, a boneca de pano do flyer, imagem já postada neste blog!)

Sei que hunnybunny está lá pra ver. Com um humor suicida, segundo dados recentes de seu blog.
E adivinha por que eu não fui???
A situação financeira está tão brava que minha mãe está em desespero. E não sei o que acontece neste ponto, porque nunca passamos por isso. Não desta forma.

ouvindo: infadels - jagger '67 (wall of sound) - eraserhead mix


** de 02 de março até 04 de maio
quintas às 21h30
espaço dos Satyros
Praça Roosevelt, Consolação, SP.