29 novembro, 2007

Bazar de Natal...

Este é o flyer do bazar na Loja atelier HR.
Acontecerá de 03 a 21 de dezembro.
Apareçam com toda a família!



HR - loja atelier
rua Capote Valente, 747, jd america,
São Paulo
tel: 11 3061-1298
horário de funcionamento: segunda a sábado, das 10h às 18h
formas de pagamento: dinheiro e cheque

17 novembro, 2007

Bazar de fim de ano no Atelier HR...

Hello everybody!!!
Voltei para um lembrete importantíssimo:
No mês de dezembro de 2007 acontecerá o Bazar de fim de ano da Loja/Atelier HR.
Neste ano, além das bijoux e telas, apresentarei minha nova coleção de camisetas e acessórios.
Abaixo, um pequeno preview da coleção:


pingentes malukinhos inspirados nas harajuku´s girls;




camisetas




mini-bolsinha de miçangas cúbicas




telas 40x40 cm e 30x40 cm.

Não percam.
Em breve divulgarei o endereço da loja/atelier HR, em SP.
Para encomendas, entrem em contato deixando um comentário!
Kisses and call me!

02 maio, 2007

poltergeist...




”Nós precisamos definir as condições de possibilidade política e ética de nossa “civilização-mundo”. Como regular sua emergência? Com que fins? Para qual projeto mundial? A “compressão planetária” dos povos do mundo conduz progressiva e inevitavelmente à formação de facto de uma comunidade mundial integrada. A cibercultura [outro nome para a cultura da abstração] é um sinal anunciador da formação dessa comunidade mundial, prefigurando a emergência de um planeta dos espíritos, de uma noosfera, capaz de iniciar um renascimento da Humanidade.

Três datas fundadoras caracterizam a Renascença européia: 1454, 1492, 1517. Três nomes a pontuam: Gutemberg, Colombo, Lutero. Três invenções a resumem: a imprensa, a América, a Reforma.

Não é uma nova Renascença que se prepara, um renascimento mundial? Como há mais de cinco séculos, assistimos à invenção quase simultânea de uma nova imprensa, uma nova América e uma nova Reforma. A nova imprensa é o digital e o virtual. A nova América é o ciberespaço e o novo mundo da abstração financeira e tecnológica. A nova Reforma emerge. É a do bem comum mundial. Falta um novo Lutero para encarná-la.”

(in: Quéau, Ph. La Planète des Esprits: pour une politique du cyberespace. Paris: Odile Jacob, 2000. p. 7-10.)

Como descrever e registrar o nosso atual Espírito do Tempo (zeitgeist)?
Considerando o intenso e ininterrupto fluxo de imagens que caracteriza as formas de comunicação atuais, qual seria o lugar dessas imagens? Seria um suporte material ou imaterial?
Partindo dessas questões, a série de fotografias digitais ”Poltergeist” propõe um exercício experimental de criação de imagens a partir de imagens existentes e em movimento, em meio digital.
A fonte dessas imagens são mídias utilizadas em espaços domésticos, como monitores de computador, televisão, displays LCD de telefones celulares e sintetizadores, leds, etc.
Com esses equipamentos ligados, utilizando uma câmera fotográfica digital de baixa resolução, são produzidas fotografias com o observador em movimento.
Clicando entre esses movimentos rápidos e aleatórios, são captadas imagens distorcidas de flashes de luz coloridos, como uma memória turva e sintética de um observador que também se encontra em constante transformação.

Essas imagens digitais têm como suporte preferencial os meios digitais, com projeções de luz, seja em monitores de computador, na Internet, ou em projeções urbanas.
Alternativamente, propõe-se a utilização de materiais diáfanos como suporte, imprimindo as imagens (previamente selecionadas a partir das apresentadas aqui) em tecidos ou papéis leves e transparentes, como o voile, a seda, o papel arroz ou folhas de acetato.
Sempre preservando o diálogo da transparência da luz sobre o suporte.


...e parece que a trilha desses dias tem sido 'add n to x'

08 abril, 2007

karma chameleon...



O camaleão fica perdido na frente do espelho.


ouvindo: electric six - danger danger!!

05 abril, 2007

diderot liberou a bagunça...


fiz este desenho hoje.
nanquim sobre canson.



"Meu amigo, transportai-vos para um ateliê; olhai o artista trabalhar.
Se o vedes arranjar suas tintas em todo o derredor de sua paleta, ou se, em um quarto de hora de trabalho não confundiu toda essa ordem, pronunciai ousadamente que esse artista é frio e que ele não fará nada que valha.
É o par de um grave e pesado erudito que necessita de uma certa passagem, que sobe na sua escada, pega e abre um autor, vem para sua escrivaninha, copia a linha que precisa, volta a subir na escada e recoloca o livro no lugar. Não é o procedimento do gênio.

Aquele que possui o sentimento vivo da cor tem os olhos pregados na tela; sua boca está entreaberta; ele ofega; sua paleta é a imagem do caos. "

Diderot, D. 'Ensaios sobre a pintura'. 1776.



flanando com: 'Air - mer du japon'


20 março, 2007

a força do pensar positivo...

Eu não gosto muito de ballet.
E não pretendo aprender a dançar ballet.
Então, às vezes eu penso:
-"Eu não quero dançar ballet!"
E olha só!
Funciona!!!!
Até hoje não sei um passo de ballet!


dialeticamente falando: 'dead can dance - cantara'



18 março, 2007

descentralização...

Acho que no final da década de 1970, o Cid Moreira tossiu ao vivo, no jornal nacional.
O Brasil inteiro (ou boa parte dele) pulou pra trás na poltrona, ao mesmo tempo...

É possível fazer isso com a internet?

16 março, 2007

espaço em movimento...





U
m lugar de montanha e praia,
de urbano e de espacial, sereno e seleto.
um lugar de chronos, de teseu e de persephone,
de onde redomas invisíveis retomam o empíreo.
um lugar pulverizado, de entremeios despercebidos,
um lugar que quase existe.


[inspirado livremente em trechos da pelícola 'quero ser john malkovich', do spike jonze]

10 março, 2007

saída estratégica no. 0012: poesia....

horizontes turvos anunciam abrigo
todos estavam vendados
rasgo minha cara no chão:
vou além para descobrir o nada!

estampas de bruxinhas no lençol do berço
coloriam algo antes da sombra
o limiar do sonho
parece um luar ensolarado.

08 março, 2007

equilateral...



Enquanto eu tento lidar com os personagens existentes aqui dentro de mim, e com o cheiro de tinta à óleo das telas que estou finalizando, deixo uma pergunta:

E você, o que fez pela saúde do planeta hoje?




cooling up with: 'Zero 7 - destiny [simian's remix]'

03 março, 2007

o lado Polyanna...

... assistir ao 1o. epi de Heroes. Fantástico. Na véspera do dia do eclipse lunar total.

... ouvir gratuitamente: 'você é lindo!' de quatro pessoas diferentes, desconhecidas, no mesmo dia. Ou melhor, noite.

... fazer 'yoga caseira' e caminhada todos os dias da semana passada.

... a chuva fria e vigorosa no fim desses dias quentes.











avenger...




27 fevereiro, 2007

i.c.u. but u don't c me...



Me passou uma idéia pela cabeça esses dias.
Num desses momentos que fico tentando refazer minha imagem, minha presença.
Momentos não raros esses.
Aí pensei em usar uma burqa*:
...pra ir numa rave,
...pra ir ao supermercado,
...pra tomar um expresso,
...pra dar uma volta em Ipanema,
...pra tocar numa boite bem maluca,
...pra ir numa reunião chaaaata,

Mas não sempre...
só naqueles dias que você não tá aguentando, sabe?
Quando você quer ver tudo sem ser visto, mas mesmo assim chamando atenção de alguma forma.

Então, se vc vir alguém vestindo uma burqa bem mudeeerna num lugar bem mudeeerno, diga XTrobo!!!, que pode ser eu!!
E se for o DJ, e não for eu, aí vc grita: plááágio!!!, porque alguém copiou minha idéia.






*A burqa ou burca é uma versão radical do xador, trata-se de uma veste feminina, mais comum no Afeganistão, que cobre todo o corpo, até o rosto e os olhos.


ouvindo: 'fischerspooner - invisible'



24 fevereiro, 2007

minha vida virou comercial de carro...

XTrobo queria um príncipe encantado, mas ficou feliz com a visita anual do viajante sem rumo.

XTrobo queria ser levado pra passear na praia, mas ficou feliz com um sorvete na padaria.

XTrobo queria arquitetura, mas ficou feliz com construção civil.

XTrobo queria alta-costura, mas ficou feliz indo ao brechó.

XTrobo queria Trans Am, Porsche, Camaro, GTO, Charger, Ferrari, Mustang, mas ficou feliz com alguns Hot Wheels colecionáveis.

XTrobo queria Kraftwerk, Air, Portishead, Massive Attack, Tiga, Royksöpp, Daft Punk, Sonic Youth, New Order, Roni Size, Basement Jaxx, DJ Shadow, mas ficou feliz com o show da Morsa.

XTrobo queria New York, Paris, Tokyo, London, Milano, Dubai, mas ficou feliz com São Paulo.

XTrobo queria 'um novo começo de era, com gente fina, elegante e sincera', mas ficou feliz com a música do Lulu.



... XTrobo queria arte, e teve que fazer por si próprio.

14 fevereiro, 2007

heróis...


super alone
croqui
spray + nanquim sobre papel
29 x 21 cm



falando yeah com: "Daft Punk - super-heroes "

13 fevereiro, 2007

top 10 [summer edition]...

01. Cut Copy - saturday
02. milkshake de coco, daquelas franquias de lanchonetes americanas
03. Mylo + Freeform 5 - musclecar
04. bolo de chocolate com recheio de mousse de maracujá [a cada degustação fica na cara o porquê de chamarem o maracujá de passion fruit]
05. Fischerspooner - let it go (thin white duke version)
06. Anthony Rother - simulationzeitalter
07. Regina Spektor - that time
08. graffitti sobre papel, dentro de casa
09. Mogwai - freaks (tocadisco mix)
10. Starsailor - four to the floor



storm
croqui
spray + caneta sobre sulfite
29 x 21 cm


10 fevereiro, 2007

el sangre invisible...

as minhas mãos sangram.

...e não existem sensores para captá-las...





...no auge da falta de luz no fim do túnel, faço desenhos compulsivamente.

esse aí acima é um deles.
grafitti sobre sulfitti
29 x 21 cm



06 fevereiro, 2007

metalinguagem d'aujourd'hui...




[publicado na Folha de SP, em abril de 2006...]
Vídeo de outro vídeo é nova moda da rede
JOHN CARNEY
do "NEW YORK TIMES"
"A maioria dos vídeos publicados no catálogo on-line YouTube envolve a demonstração de talentos estranhos, como de um jovem dando piruetas para trás, talentos privados, como os que filmam a si mesmos, ou talentos alheios, como clipes do programa "Saturday Night Live", rapidamente removidos pela equipe do site.
Na última safra, um novo estilo, mundano e pós-moderno, emergiu: pessoas publicando vídeos de si mesmas assistindo a outros vídeos do YouTube.
Em um deles, uma jovem, pizelle2, assiste a imagens de outro usuário do YouTube que, por sua vez, assiste ao vídeo de outro usuário e assim por diante até ser exibida uma cena de uma habitante de Wausau, do Estado norte-americano de Wisconsin: uma mulher de 24 anos chamada Nornna. Ela aparece fazendo coisas comuns, como preparando um sanduíche ou assistindo à TV, e seus fãs publicam vídeos de si mesmos assistindo aos vídeos dela. É um círculo de espectadores de Nornna, de possibilidades sem fim. Quem sabe até alguém publique um vídeo de si mesmo lendo um artigo sobre vídeos de outros vídeos. "



[...me lembro que vi essa apresentação do AIR um dia de madrugada e depois nunca mais vi.
Quando o jools holland ainda era no people and arts.
Eu amo essa versão de sexy boy.]


04 fevereiro, 2007

summer fever ...

Todo verão parece ter suas febrezinhas. Eu, pelo menos, tenho umas várias.
Que valem enquanto é verão. Depois perdem a validade, e fica só um gostinho legal.

Entre as minhas manias desta estação está o Cut Copy.
Já falei deles aí embaixo, mas tenho que repetir.

Um trio de Melbourne, com uma postura rock, mas usam elementos da música eletrônica. Ou vice-versa....tudo válido nessa grande vontade de hibridizar conceitos e formas de fin-de-siécle.
Ah, é só notar o comercial da Tota-tola, com aquele carinha dividindo e se hibridizando em um mutante. Eu adoro, mas o Ford Attach odeia esse promo ... claro, ele é do contra.
Mas minha parceira de banda (temporariamente desativada) gostou muito, sem falar da toeia que também gosta antes de mim.
Aliás, a minha banda de trip-hop demonstra sinais de retomar seu rumo experimental de trabalhos excêntricos.


Mas voltando a falar do Cut Copy, dá muita vontade de estar ali com eles, pulando, batendo cabeça.
A primeira vez que os vi foi no Fearless Music, só que não achei esse video no u-tube. Mas achei esse aqui, que é bem legal.
Fala se não dá vontade de empurrar aquele geek freak (parece o hide do 'that 70'ies show') no fim da apresentação....
se eu fosse o carinha de branco, enfiaria as baquetas no 'nariz' dele...




Tem também uma febre que ainda não peguei, mas tô procurando: Heroes.
Quem assistiu adora e diz que eu vou adorar também.

No meio do delírio dessa febre, postei um vídeo onde toco uma 'canção' eletrônica -hihihihihi-, bem aquela coisa improviso "lencasa". Mas é divertido (apesar da minha cara 'não sei o que fazer diante da cam').
Deixa aumentar a febre que eu coloco um vídeo onde eu toco de turbante feito de toalha de banho branca....é muito calor na cabeça....
Quem quiser ver, me pede que eu mando o link.
Válido enquanto estiver lá, pq assim q essa febre passar aquilo será apagado.

Depois eu volto com um top list de verão, aquela listinha já costumeira da estação.





só pra variar: royksöpp - what else is there?

26 janeiro, 2007

pequeno paradoxo de início de século....

Ninguém dirige em Nova Iorque.
Tem muito trânsito.



Starsailor - four to the floor (thin white duke mix)

17 janeiro, 2007

apenas um lembrete .



Estou comercializando vários trabalhos [arte + bijoux] através da loja-atelier HR [do Hugo + Ricardo].
Preços imperdíveis.
Visitem e vejam minha mais nova e inédita produção!

loja-atelier HR
rua capote valente, no. 747

pinheiros, sp.