11 maio, 2009

AnaLeba e Suku-Ri




Esses são dois hibridozinhos.
Cyb.Org: cybernetic organism.
Croquis como este eu costumo fazer sempre (mais ainda nesses últimos dias), como um cientista maluco que inventa robozinhos experimentais.

O "lugar" atual da arte, entendido como um processo de construção que veio, desde o início do século XX, se desenvolvendo de maneira independente das obrigações funcionais e alienantes de um mundo pós-industrializado, possibilita a compreensão desses serezinhos como entidades concretas.
Não são a representação da idéia de serezinhos animados, mas são os próprios.
Bidimensionais.
Feitos de papel e tinta.

AnaLeba tem recursos audio-visuais: mecanismos orgânicos de captação, de criação, de análise crítica, de edição, de finalização e de projeção de imagens e sons.
Suku-Ri é uma mini-usininha de fissão e/ou fusão nuclear.
Ele absorve, através de seu canudinho, qualquer tipo de matéria existente, em qualquer tamanho ou quantidade. Com seus processos internos de digestão, transforma tudo em energia, ou condensa tudo em uma massa infinitamente pequena.

.

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!